Diego Maryo Portal

Como seria a revista Herói neste ano?

Confira minha homenagem à revista Herói, que é lembrada até hoje pelos fãs de Cavaleiros do Zodíaco.

O livro HERÓI – A HISTÓRIA DA REVISTA QUE INSPIROU UMA GERAÇĂO conta a origem secreta da Herói, na voz das pessoas que fizeram a revista. E inclui a cronologia completa com todas as edições. Mais informações CLIQUE AQUI.

Outras capas feitas para homenagear a revista Herói:

Sketchs novos de Diego Maryo!

Confira dois esboços novos que fiz durante neste mês de maio referente aos Cavaleiros de Ouro e a Saga de Asgard:

Os deuses da Mitologia – CDZ

Fanart de Carlos Alberto Lam Reyes. Cores de Raziel Brito

Quer saber mais sobre Os Cavaleiros do Zodíaco e suas mitologias? Descubra com o grupo Os Deuses da Mitologia – CDZ, onde poderá compartilhar e interagir com o incrível Universo de Saint Seiya. O grupo foi criado em 23 de agosto de 2016, conta com mais de 40 mil seguidores e é administrado por Adriano Bravo Soares e uma equipe de fã-colaboradores que tornam o grupo vivo e sempre renovado. Participe agora mesmo: link

 

4º Sorteio “A Saga dos Deuses” – Especial 14 anos!

Em comemoração aos 14 anos desenvolvendo blogs, fanarts e fanzines inspirados em Saint Seiya, sortearei um prêmio especial para meus leitores e visitantes do site, que me ajudam a manter viva a chama dos Cavaleiros do Zodíaco no Brasil:

Prêmio:

  • 01 CD V.A. Animes Tributo a CDZ
  • 01 Fanzine “A Saga dos Deuses” Cap. 1 a 4
  • 01 Fanzine “A Saga dos Deuses” Cap. 5
  • 01 Livro de Colorir
  • 01 Sketchbook

Confira como participar:

  1. Curta a página https://www.facebook.com/DiegoMaryoSuenaga/
  2. Na aba Promoções, clique em Quero Participar: https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/634033
  3. Siga-me em pelo menos mais uma outra rede social:
PRONTO! VOCÊ ESTARÁ PARTICIPANDO GRATUITAMENTE!
 Atualização dia 25/05/2017: Inserido os participantes do sorteio.
Atualização dia 27/04/2017: Inserida a arte especial de 14 anos.

Power Rangers | Comentários (com spoilers) do novo filme!

O novo filme dos Power Rangers estreou nos cinemas do Brasil ontem, dia 24 de março. Com trailers que mostravam a renovação da série americana dos anos 90, baseada no tokusatsu “Kyouryu Sentai Zyuranger” (Japão) da Toei Company, o filme surpreendeu e com certeza agradou aos fãs e a aqueles não tão fãs do gênero Super Sentai.

Com a história reconstruída, mas em moldes atuais, Power Rangers alcançou o equilíbrio entre nostalgia e inovação. Muitas das explicações propostas pelo filme encaixaram perfeitamente e fizeram mais sentido como no caso de Rita Repulsa (Bandora, no original japonês) ter sido no passado a Ranger Verde, que traiu seus companheiros, incluindo Zordon, o Ranger Vermelho, na Era dos Dinossauros.

 

Os protagonistas são estudantes da Alameda dos Anjos, mas diferente da série americana dos anos 90, são problemáticos como qualquer adolescente normal. Seus nomes foram mantidos, mas a etnia foi trocada. Eles ganharam mais profundidade, mesclando humor e drama na medida certa. O grande destaque é para RJ Cyler (Ranger Azul) que rouba a cena e protagoniza os momentos mais engraçados e dramáticos do filme.

Zordon neste filme não é o mestre absoluto do centro de comando que sempre está certo e não deve ser questionado, ele demonstra decepção e chega a duvidar que os adolescentes serão capazes de salvar a humanidade. Chega a ser considerado mentiroso por não revelar que ele precisa que os Rangers morfem para poder ressuscitar na era atual para combater Rita. Porém, ele prova que merece respeito e tem boas intenções quando tem a chance de ressuscitar mas traz à vida o Ranger Azul, que havia sido morto por Rita.

Alpha continua com seu tradicional, mas menos chato, “Ai Ai Ai”. Ele é muito mais ágil e forte que sua versão dos anos 90, ajudando no treinamento dos Rangers.

Goldar ganha uma importância maior, sendo o único grande monstro a ser combatido pelos Rangers que se funde à Rita Repulsa para lutar contra o Megazord. Os zords ficaram excelentes e com um visual moderno, sem perder suas origens, mantendo a ideia de funcionar com a união dos Rangers.

A famosa e clássica música “Go Go Power Rangers” esteve presente no momento dos Rangers atacarem Goldar e Rita com seus Zords.

Power Rangers: O Filme, 1995

A grande surpresa foi a aparição rápida de Jason David Frank (Ranger Verde original) e Amy Jo Johnson (Ranger Rosa original) da série dos anos 90.

No final do filme, mostra que o novo aluno na detenção se chama: Tommy! Indicando que a moeda Verde que era de Rita Repulsa será do novo adolescente que ainda não apareceu.

Em resumo, o filme me agradou muito mais do que o esperado e se reinventou de maneira coerente e pertinente, podendo agradar à grande maioria dos fãs e não-fãs, por ser um filme que buscou a realidade possível em uma história de super heróis coloridos, com personagens bem humanos.

Site oficial: http://www.powerrangers.movie/